quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Homônimos

Cena 1. Int. Redação. Final de expediente. IVY já apurou a matéria todinha, porém falta ouvir o outro lado, fundamental para a matéria.

CHEFE: Vai para casa e espera o cara ligar, depois você coloca isso na matéria e manda tudo no final, não precisa ficar aqui esperando.

IVY: Obrigada, to indo.

Cena 2. Int. Casa da IVY. Quase noite. AMIGA chega e o papo é sobre as histórias correntes sobre os homens da vida de cada uma. AMIGA descreve a história dela, IVY conta a dela também.

AMIGA: O que, este cara falou isso? Nossa, você nunca mais na sua vida vai falar com ele ou eu te bato. Se eu ver você falando com o Felipe* eu te mato, você me entendeu? Te mato! E mato ele também!

IVY: Eu não quero nem mais papo com ele, aff, passou.

Enquanto as duas conversam, toca o telefone de IVY. O número é desconhecido. IVY atende o telefone e espera uns segundos para falar.

IVY: Ah, oi Felipe...

A AMIGA fica paralisada e faz cara de ódio. Numa reação inesperada, tenta tomar o telefone de IVY enquanto começa a gritar. IVY fica mais desesperada ainda e tenta se desvencilhar da AMIGA maluca.

AMIGA: Eu vou falar um monte para este desgraçado e...

IVY (falando ao telefone, se afastando da AMIGA): Não, eu posso falar sim, é que eu acabei de sair de uma pauta em um hospício e tem uma louca gritando. Por favor, Felipe, você, como presidente da sua entidade, pode me explicar como estes novos fatos vão alterar a rotina dos cidadãos?

AMIGA congela: ela pensava que, do outro lado da linha, estava o Felipe bofe, não imagina que o Felipe em questão era... a fonte que faltava para o outro lado da matéria! Câmera mostra IVY ao telefone enquanto toma notas e a AMIGA completamente sem graça. IVY desliga o telefone e olha para AMIGA:

IVY: Pode desafazer esta cara, o entrevistado nem desconfiou do que se tratava.

AMIGA: Meu, mil desculpas, que vergonha, ele é sua fonte usual?

IVY: Então, falo com ele às vezes, meio que é.

AMIGA: Meu, mas se coloca no meu lugar, como é que eu ia saber que o cara era fonte? Quem mandou ele chamar Felipe?

IVY: Ah, antes que eu me esqueça... o meu irmão também chama Felipe, se ele ligar, por gentileza não surte.

AMIGA: Putz, é mesmo! Não, nunca mais, nunca mais.

IVY e AMIGA começam a rir de suas vidas enquanto IVY senta na frente do computador para completar a matéria. AMIGA vai para cozinha pegar água, fade out.

*O nome foi trocado para manter a identidade do entrevistado. E do bofe, claro.

2 comentários:

Pedro Carlos Leite disse...

Olá Ivy!

Achei o texto do Roberto Pompeu sobre aquele seu post do muro.

O link é esse http://veja.abril.com.br/170609/pompeu.shtml

A propósito, homônimos às vezes f#$% com tudo!! =D

http://domingodemadrugada.blogspot.com/

Lalá disse...

Hauhauauhua
Tou dando pala de rir aqui!