quarta-feira, 9 de julho de 2008

O preço de uma mulher

(Nossa, como este título está melodrmático, parece nome de novela mexicana.)

Unhas: R$14. Depilação: R$ 20. Creme: dependendo (se nacional ou importado), R$ 15 (prum bom do supermercado). Academia: R$220. Roupas: R$ muitos. Cuidados com o cabelo (hidratação, corte, etc): R$ 200 por mês, se for no salão baratinho. Perfume: R$ 170 (Clinique Happy, nem falo de Angel). Pós graduação: R$ 1.000. Livros: R$ 100. Ter uma mulher linda, maravilhosa, gostosa, inteligente e cheirosa: tem um preço sim e este preço é bem alto mesmo.

Os homens deveriam viver um dia no nosso mundinho. Sinceramente, homem não tem a menor idéia do quão trabalhoso (e oneroso) é ser uma mulher. Temos que pagar consulta com ginecologista, remédio para ficarmos com nossa saúde genital em dia e temos que pagar a depilação, tudo para que eles tenham o maior tesão em nos comer (tem mulher que ainda paga curso de pompoarismo). Temos que pagar nutricionista, para não engordar. Temos que pagar a academia, para emagrecer. Temos que pagar os livros, TV a Cabo e tudo mais para termos o que falar. Temos que comprar roupa, sapato, jóias e todo tipo de acessório para ficarmos em dia com as últimas tendências. Eles não fazem idéia do quanto isso tudo custa nem o trabalho que dá, mas não conheço uma criatura sequer que tope andar com uma baranga com os pêlos das axilas crescendo por ai.

Como disse uma amiga minha, homem gosta de mulher tudo de bom (já viu alguma baranga de namorado?), mas não gosta de pagar o preço que uma mulher tudo de bom paga para ficar tudo de bom. E do que eles gostam então? De comer e não pagar a conta? Vai entender. Eu não entendo.

Um comentário:

Tom disse...

Gata, vejo que homem gosta de comer... E dividir a conta, hoje em dia é normal, porque bancar uma gatinha, geralmente eles bancam, vez por outra, um jantarzinho, um motel... Agora, sempre, só se for uma Nathália Guimarães... Como são poucos os homens que se bancam plenamente, bancar uma gatinha, fica difícil. Acho que este é um dos motivos pelo qual faz com que se tenha tantos gays no mundo. Tudo parte de um individualismo e hedonismo... Tipo: Trabalho, ganho bem, gasto mil reais todo mês com roupas e investimentos de beleza em minha pessoa e posso até ganhar um jantar de vez em quando e transar sem culpa. Quem não quer se sentir princesa de vez em quando?