quarta-feira, 11 de maio de 2011

A polícia mata




Genève, Suisse.
A polícia mata em todos idiomas, em todos os lugares. Minha singela e humilde contribuição às Mães de Maio e sua luta para que seus filhos e os crimes de 2006 não sejam esquecidos.

6 comentários:

Shuzy disse...

Que não sejam esquecidos...
E - utopia? - que não se repitam...

Nirtu disse...

Comentário na UOL:
"É interessante verificar que em nosso país há uma inversão de valores por parte da sociedade. Me pergunto, e não consigo achar resposta, porquê é que não se vê a sociedade se importanto e se interessando pelos familiares dos Policiais mortos nos combates com o PCC, defendendo o Estado e a Sociedade. Porque esses familiares ou mesmos os Policiais que arriscaram a própria vida, nunca são ouvidos sobre o que verdadeiramente ocorreu? Porque é que os criminosos do PCC que moram próximo à essas vítimas e familiares de desaparecidos também nunca são indagados sobre os seus atos? Será que é mais fácil culpar o Estado e a Polícia? Ao que me parece, tem muito mas destaque publicidade indagar o Estado do que contribuir com ele para o combate à criminalidade. Talvez devessemos realmente acabar com as Polícias e deixar que a própria Sociedade se entendesse com o PCC."

Nirtu disse...

E digo mais. Espero que você nunca passem pela situação de um bandido armado resolver te abordar. E ele vai te matar, mesmo você sendo CLARAMENTE um cidadão de bem. Se ele souber que vocês falam, ingles, espanhol, conhecem o exterior, vocês serão os "prayboy" tomarão mais tiros. Quantas pessoas não somem na mão de bandidos e com a conivencia da comunidade em que estão imersos? Não há policia que resolva.

Nirtu disse...

Ivy, substitui o outro, agora eu reli, escrevi as pressas e ficou um lixo! eheh Beijo!

E digo mais. Espero que você nunca passe pela situação de um bandido armado resolver te abordar. E ele vai te matar, mesmo você sendo CLARAMENTE um cidadão de bem. Se ele souber que você fala, ingles, espanhol, conhece o exterior, você será os "prayboy" e tomará mais tiros. Quantas pessoas não somem na mão de bandidos e com a conivencia da comunidade em que estão imersos? Não há policia que resolva.

Nirtu disse...

Vindo para o trabalho, pensei em alguns posts que li ontem na Internet, novamente criticando os policiais, os qualificando muito negativamente. Entao pensei "Ha quantos policiais que sao pessoas de bem?"; em contrapartida, quantos criminosos sao "pessoas de bem"? Precisamos começar a prestigiar a esperança, baseada nas pessoas de bem, que trabalham numa instituiçao e num contexto dificilimo como o policiamento.

Riffel News disse...

oi Ivy, eu tb olhei seu blog dpois que te vi no FB da Re . heheheh . Que bom existe o FB pra gente dar "caras&rostos" às pessoas das quais ouvimos falar, ne ? Hehehe . Beijao Ivy . Vou seguir seu blog. Beijos